fbpx

Pensar nas finanças é um ponto essencial e tem importância grande para que um estoque hospitalar possa funcionar. Sendo assim, é preciso entender a relevância que tem um estoque hospitalar e é primordial ter atenção nisso.

Embora o pensamento seja de oferecer apenas o serviço médico, a verdade é por trás disso deve existir mais coisas. Bem como, é crucial entender cada uma delas e relacionar com a necessidade daquele momento.

O objetivo principal do texto é mostrar a importância que o estoque hospitalar tem e como utilizar cada um desse recurso. Dessa forma, veja a seguir todas as informações para usufruir desse recurso com mais facilidade.

Qual é a importância de um estoque hospitalar para uma clínica médica?

Quando alguém é atendido por uma clínica médica, alguns gestores podem não prestar atenção em um detalhe: estoques. Acredite: boa parte dos resultados podem ser melhorados ou minimizados por meio desse recurso.

Certamente que o conteúdo traz cinco pontos cruciais para entender a importância que o estoque hospitalar tem. Assim, confira a seguir todas as informações sobre cada uma delas:

1- Alimenta todas as operações: Da simples à mais complexa

Em primeiro lugar, é importante prestar atenção na importância que o estoque hospitalar tem para todos os demais setores. Juntamente com esse fato, os estoques fazem parte do todo e é dividido em algumas partes.

Seja os itens médicos e fundamentais para que as operações internas sejam realizadas, assim como, os setores de limpeza, comunicação, etc. Ter cuidado nisso é fundamental e faz com que toda a clínica médica esteja integrada.

Por alimentar todas as operações, a realidade é que tem uma importância vital para que a instituição médica funcione melhor. Outro ponto primordial é procurar ter um software que integre todos os itens inerentes

2- Melhora a eficiência do serviço: Estoque bem controlado, falta de materiais resolvida

Quando o estoque hospitalar é bem definido, a tendência natural é prestar atenção em um recurso: os profissionais não sofrem com falta de materiais. Portanto, é salutar melhorar a eficiência do serviço por meio desse cuidado.

Quando um paciente chega à instituição hospitalar e percebe que os itens estão disponíveis, a chance de gostar é maior. Entretanto, é importante que não exista excesso e a ideia é evitar que outro risco aconteça.

Se o paciente chega, é bem atendido e volta as suas atividades, não foi preciso prestar atenção em nenhum outro detalhe. Afinal, o banheiro estava ok e a consulta foi realizada, sem que nada de ruim tivesse acontecido.

3- Diminuí as reclamações: Se tudo vai bem, ninguém reclama

Se o serviço é prestado com qualidade, a chance de alguém reclamar é menor e essa é a busca principal. Do mesmo modo, uma das formas de conseguir isso é investimento em um estoque hospitalar que seja controlado.

Embora essa seja a visão, ainda é frequente encontrar gestores que não entendem esse link e podem prejudicar o serviço. A realidade é que diminuir as reclamações é mais simples quando existe o cuidado com o estoque.

Por exemplo: um médico utiliza luvas, um item descartável para examinar o paciente e o papel para escrever a receita. Em seguida, se tudo estiver na quantidade correta, a chance de o cliente não reclamar é cada vez maior.

4- Impacta as finanças de duas formas

É preciso mostrar que um estoque hospitalar pode impactar as finanças do negócio de duas maneiras. Conhecê-las é fundamental e permite entender a importância que ter atenção nesse detalhe oferece para todos.

Se as finanças forem impactadas corretamente, a chance de melhorar os resultados é cada vez maior. Por outro lado, quando o impacto é negativo e prejudica o negócio, o risco para esse negócio existe e deve ser minimizado.

Buscar esse equilíbrio é a alternativa mais interessante para que fazer com que os resultados melhorem. Para ter acesso às informações, confira a seguir como o estoque hospitalar pode impactar positivamente ou negativamente.

Positivamente: Procure aproveitar esse impacto!

Se a gestão de estoques for adequada, as finanças são impactadas do modo correto e pelos motivos citados acima. Assim, alimenta todas as operações, melhora a eficiência do serviço prestado e diminui as reclamações.

Perceba um fato: se tudo estiver da maneira correta, as finanças melhoram e tudo por meio de uma medida simples. Ao mesmo tempo, é um belo investimento para a clínica médica e traz vantagens, conforme citado acima.

Muitos gestores não prestam atenção nesse detalhe e podem se surpreender com o impacto positivo que oferece. Buscar que seja positivo é sempre a opção mais indicada para que o negócio possa caminhar cada vez melhor.

Negativamente: Muito cuidado nisso!

A fim de finalizar essa parte, vale destacar o estoque hospitalar pode impactar negativamente os negócios. Simultaneamente, esse fato se dá por não entender que os itens dos estoques fazem parte do ativo circulante.

Se existir algum desvio, a realidade é que pode prejudicar bastante os resultados e não é interessante. Por esse motivo, é crucial prestar atenção em um único detalhe: a interpretação adequada de cada resultado.

Para que o estoque hospitalar seja utilizado do modo adequado, invista em tecnologia e acredite no “linke” com a gestão financeira. Essa é a proposta principal de qualquer utilização e facilita bastante a vida do gestor.

5- Se as finanças não vão bem, a chance de crescer é menor: A relação é totalmente vital

Por fim, o lado financeiro é um pressuposto essencial para que o negócio cresça e esse é o link com o estoque hospitalar. Contudo, o pensamento deve ser voltado para que seja orgânico e bastante duradouro.

Um dos maiores erros é aquela visão de crescer a todo custo e esquecer do seguinte: deve ser paulatino. As finanças são essenciais por esse motivo e o principal é entender a importância que o estoque tem para possibilitar isso.

A melhor maneira de provar essa importância é bem simples: aplicar na prática e conferir os resultados. Inclusive, a ideia de cuidar do estoque hospitalar é justamente possibilitar que a gestão fique de maneira acertada.