fbpx

Para descobrir como a falta do controle de estoque impacta as finanças de uma clínica médica é muito simples. Ao mesmo tempo, basta continuar por aqui e ter acesso aos cinco pontos que auxiliam a entender esses assuntos.

O estoque é uma parte essencial para uma clínica médica e pode ser entendida como algo primordial para o funcionalmente. Bem como, o serviço depende diretamente de existir estoques que sejam bem adequados.

O objetivo principal é mostrar como o controle de estoque prejudica bastante as finanças da sua clínica médica. Dessa forma, confira a seguir todas as informações para evitar que os seus estoques fiquem inadequados.

Como a falta de controle de estoque pode impactar as finanças de uma clínica médica?

Os estoques são responsáveis por deixar os insumos seguros e prontos para que o uso aconteça da maneira correta. Entretanto, a falta de cuidado existe e é bastante perigosa, porque pode trazer riscos para a clínica médica.

É chegada a hora e o momento de entender como a falta de controle de estoque pode impactar as finanças de uma instituição hospitalar. Não se trata de uma “receita de bolo”, pois o foco é gerar reflexão por parte de todos.

Gastos exagerados com itens que deveriam estar no estoque

Em primeiro lugar, é necessário entender um ponto: um estoque equilibrado é salutar para minimizar os gastos inerentes a esse fato. Um bom exemplo é quando não há itens nos estoques e você decide comprar aquele item.

Se for encomendado, como você sabe, é possível combinar um preço correto e que esteja aberto a negociações. Portanto, é possível parcelar o pagamento em muitas vezes e encontrar uma condição que esteja dentro do orçamento.

O gestor que “deixa tudo para a última hora” pode pagar por um valor alto e prejudicar as finanças internas. Afinal, há uma constatação nisso: se alguém precisa de algo e para logo, o outro lado que vende cobra o preço que quiser.

A única forma de ter um controle de estoque é se planejamento e evitando “deixar tudo para a última hora”. Investir em um sistema eficiente é a chave para que você tenha gastos controlados e sem prejudicar as finanças.

Itens que vencem e precisam ser descartados

Certamente que esse é um dos pontos mais preocupantes que existem e impacta negativamente o aspecto financeiro da clinica médica. Igualmente, é primordial entender dois pontos sobre o uso incorreto desses insumos:

  • Itens que vencem– Cada insumo dentro do estoque vence e acredite: quando isso acontecer, você vai pensar nos erros que teve. O principal é entender que foi por ter excessos e por isso que a dica é evitar isso.
  • O descarte é realizado– Quando vence, é preciso descartar e aquilo que acontece a seguir é perder o dinheiro que foi realizado. Lembre-se disso: é melhor evitar de gastar e depois não ter o retorno desse gasto.

É primordial prestar atenção na importância que os itens citados acima existem e como impacta negativamente a controle de estoque. Assim, não deixe de prestar atenção nisso e, como gestor, capriche nos seus estoques.

Perca das vendas, porque não há mais itens no estoque

Responda com sinceridade: o que acontece quando o paciente chega para tirar sangue e você não tem os equipamentos adequados? Então, é provável que ele não volte mais e tem um motivo plausível para proceder desse modo.

O controle de estoque evita esse tipo de coisa, porque demonstra que o estoque está baixo e indica o que deve ser comprado. Em seguida, basta pedir e o risco de o cliente não ser atendido se torna cada vez menor.

Prestar atenção nessas questões é a melhor opção, pois faz com que as vendas não sejam perdidas pela falta de estoque. Do mesmo modo, é crucial entender esse fato e buscar soluções que não te façam perder oportunidades.

Se vender mais é importante, logo, ter insumos é a chave para conseguir que as vendas aumentem cada vez mais. Controlar os estoques é uma das medidas para aumentar o lucro e melhorar o ambiente interno por meio disso.

Perda da imagem positiva, já que os clientes podem ser impactados

Embora muitas pessoas não pensem nisso, um serviço mal realizado pode ser crucial para que a imagem da empresa seja perdida. Afinal, o usuário pagou por aquilo e se planejou, mas foi impedido de utilizar o serviço.

Com o avanço da internet e a população das redes sociais, qualquer pessoa pode emitir opinião sobre tudo. Logo após, essa impressão pode se tornar cada vez maior e se juntar com outras pessoas que passaram pelo mesmo.

Outro risco imenso é entrar em sites de reclamação e o maior exemplo é o Reclame Aqui. Basta acessar, reclamar e deixar a mensagem vista para milhares de pessoas, portanto, é perigoso para a imagem da clínica médica.

A falta do controle de estoque ocasiona uma perda da imagem e pode indicar que a empresa não está caminhando na direção correta. Para superar esse cenário, é melhor se prevenir e deixar os estoques em equilíbrio.

Cada item no estoque é um ativo circulante, ou seja, precisa circular

Por fim, é primordial mostrar que um estoque é considerado um ativo circulante e o próprio nome indica a função. Assim, é referente ao fato de precisar circular, ou seja, sair em forma de serviço e voltar como compra.

Quando o estoque é administrado corretamente, a chance de o bem “sair” e “voltar” se torna cada vez mais. Sob o mesmo ponto de vista, é essencial para que a clínica médica possa não perder dinheiro com o estoque.

O texto tinha a proposta principal de mostrar como controlar os estoques é uma solução interessante para todos. Contudo, é necessário conhecer a realidade da sua clínica médica e buscar colocar em prática.

A fim de finalizar o texto, a falta de controle de estoque impacta nos gastos, itens que vencem, perca das vendas e perda da imagem da clínica médica. Em outras palavras, todo ativo circulante não pode ficar parado no balanço.